Rogério Muller - Personal Trainer e Pilates

  • Problemas posturais e exercícios físicos

    Condicionamento Físico

    A coluna vertebral age como uma haste elástica, proporcionando rigidez e flexibilidade ao tronco, além de servir como proteção à medula espinhal.

    A coluna vertebral age como uma haste elástica, proporcionando rigidez e flexibilidade ao tronco, além de servir como proteção à medula espinhal. Ela é formada por um conjunto de 33 vértebras intercaladas por discos intervertebrais (uma substância semelhante a um gel) que têm a função de amortecer os impactos suportando e distribuindo as cargas impostas sobre a coluna vertebral. As vértebras estão distribuídas de tal forma que produzem quatro curvaturas que funcionam como uma mola para suportar as cargas.

    Nos pontos onde esta curvatura é mais intensa encontram-se os locais de maior mobilidade e conseqüentemente de maior incidência de lesões, uma vez que tanto o disco intervertebral como os nervos que saem da medula encontram-se mais expostos e comprimidos. Quando estas curvaturas encontram-se dentro dos padrões normais, nos sentimos bem, sem incômodos, porém basta que a nossa coluna comece a apresentar algum desvio nestas curvas para que os problemas comecem a aparecer. Dores nas costas, amortecimento parcial ou total de membros, sensações de queimações tipo ardência em várias partes do corpo, podem ser sinais de que algo não está bem com nossa coluna.

    O melhor amigo da coluna vertebral são músculos relativamente fortes para ajudar na sustentação do corpo, mas principalmente, músculos muito bem alongados que facilitem a mobilidade e diminuam a compressão sobre as vértebras. Portanto, se quisermos tratar ou mesmo prevenir problemas posturais que possam levar a futuros incômodos, o alongamento e os exercícios resistidos (trabalho com pesos), surgem como o principal auxiliar, uma vez que darão ao músculo a tonicidade e a flexibilidade necessária.

    Existe ainda em nosso meio alguns conceitos que precisam ser alterados, como por exemplo, o de que uma pessoa com problemas na coluna não deva fazer atividade física. Na verdade a falta total de atividade física só irá piorar ainda mais a situação de quem já está com algum tipo de desvio, pois os músculos responsáveis pela postura perderão cada vez mais tonicidade e o que é pior, terão diminuída a sua flexibilidade.

    Portanto, os problemas da coluna vertebral podem e devem ser tratados com o auxílio de atividades físicas, desde que muito bem orientadas e com acompanhamento profissional qualificado, pois neste caso os exercícios que um indivíduo pode fazer sem qualquer contra-indicação, podem ser nocivos e piorar as lesões para outro indivíduo. Em outras palavras, o que estas pessoas precisam é de uma atividade física personalizada, elaborada de acordo com os resultados de uma avaliação séria e precisa de seu problema feita pelo médico ortopedista. E para finalizar, é importante que o profissional responsável pela atividade física deste indivíduo trabalhe em conjunto com o médico, numa troca constante de informações que possam levar o cliente a uma maior qualidade de vida.

Sobre o Autor

Rogério Muller - CREF 805-G/SC

Rogério Muller é graduado em Educação Física, Pós-graduado em Ciência do Condicionamento Físico Individualizado e Formado no Método Pilates. Foi Ciclista de Competição por 10 anos, treinador de ciclismo e hoje é empresário do ramo de Fitness (Personal, Pilates) e atua também com assessoria em treinamento de atletas profissionais e amadores.